Páginas

5 de setembro de 2010

As Cruzadas


As cruzadas foram expedições militares formadas por cavaleiros e comandadas por nobres, príncipes ou reis cristãos europeus entre o século XI e XIII. Oficialmente, seu objetivo era propagar o cristianismo, combater os muçulmanos e cristianizar territórios da Ásia Menor (região da atual Turquia) e da Palestina, ocupados por tribos turcas, mas as motivações também eram políticas e econômicas.
A primeira das oito cruzadas ocorre em 1096 e 1099 e é um grande sucesso. Após caminharem 3 mil quilômetros, as tropas cristãs convocadas pelo papa Urbano II conquistam Jerusalém. Mas, no século seguinte, os muçulmanos retomam a cidade santa, e os cruzados começam a colecionar derrotas. Uma das mais trágicas se dá na Cruzada das Crianças, de 1212, quando milhares de adolescentes são enviados à guerra e acabam massacrados.
Após décadas de guerra, as expedições dos cruzados terminam por reabrir a navegação do Mediterrâneo aos europeus e intensificam as relações econômicas entre o Ocidente e o Oriente. Além disso, contribuem para despertar nos europeus a consciência de uma unidade cultural, o que evolui para a formação dos Estados nacionais a partir do século XII. Assim, as Cruzadas têm participação decisiva no fim do Feudalismo na Europa.
Postar um comentário