Páginas

29 de junho de 2012

Salve os leões da Africa .

Centenas de leões sul-africanos estão sendo abatidos para a produção de poções falsas para sexo para os homens. Mas podemos acabar com este comércio cruel ameaçando o governo em um tema sensível - a indústria do turismo.

A proibição mundial da venda de ossos de tigre fez com que comerciantes fossem atrás de um novo prêmio - os majestosos leões. Leões são criados em condições terríveis na África do Sul para "caça enlatada", onde os turistas ricos pagam fortunas para matá-los através de cercas. Agora, especialistas dizem que os ossos de leão dessas fazendas assassinas estão sendo exportados para os fabricantes de falsa 'medicina' na Ásia com enormes lucros. O comércio está explodindo e especialistas temem que à medida que os preços subam, mesmo os leões selvagens - apenas 20.000 restantes na África - sofrerão o ataque da caça furtiva.

Se pudermos mostrar ao Presidente Zuma que este comércio está prejudicando brutalmente a imagem da África do Sul como destino turístico, ele poderá proibir e punir o comércio de ossos de leões. A Avaaz colocará anúncios impactantes em aeroportos, sites e revistas de turismo, mas precisamos urgentemente de 1 milhão de assinaturas na nossa petição para dar força a estes anúncios. Assine abaixo e encaminhe este email para aumentarmos nossas assinaturas rapidamente:

https://secure.avaaz.org/po/stop_lion_slaughter_for_sex_aides_d/?tta

"Vinho de osso de tigre" e outros medicamentos feitos com partes de tigres foram proibidos após uma enorme indignação internacional - agora os comerciantes passaram a dedicar sua atenção aos ossos de leões para fazer todos os tipos de remédios falsos. Especialistas dizem que a não ser que os governos ajam agora, os leões poderão ser os próximos da lista de extinção- depois de tigres e rinocerontes.

Há uma solução: proibir e punir o comércio de ossos e órgãos de leão. A África do Sul é atualmente o maior exportador de troféus de leão, ossos e órgãos - é também o único país africano ativamente reproduzindo leões em grande número para suprir a caça de troféus. Mas se pudermos mostrar que, ao permitir este comércio sem sentido, a indústria do turismo na África do Sul pode ser prejudicada levando os visitantes a deixar o país, o presidente Zuma poderá ser forçado a agir.

Vamos construir um estrondoso rugido global em nome dos leões. A Avaaz irá mostrar a crueldade do comércio de ossos de leão com anúncios pungentes - assine agora e conte a todos sobre isso:

https://secure.avaaz.org/po/stop_lion_slaughter_for_sex_aides_d/?tta

Membros da Avaaz em todo o mundo uniram-se para exigir uma forte proteção para rinocerontes, salvar as abelhas do mundo de pesticidas tóxicos e a criação de enormes reservas marinhas em Chagos e Austrália para proteger espécies marinhas vulneráveis. Vamos nos unir mais uma vez e proteger os leões da África.

Com esperança e determinação
Postar um comentário