Páginas

1 de setembro de 2010

Alexandre, O Grande


Felipe da Macedônia achava- se na guerra quando recebeu, no mesmo dia, três excelentes notícias: um de seus generais havia vencido uma batalha, outro vencera uma corrida nos Jogos Olímpicos e sua mulher tido uma criança: Alexandre. O oráculo, interrogado a respeito da sorte do menino, respondeu que tendo este nascido em meio à alegria de duas vitórias, haveria de ser invencível.

A curta vida de Alexandre foi cheia de glória, beleza e coragem. Desde criança lastimava- se, temendo que o pai não lhe deixasse terras a serem conquistadas. Sua audácia, era prodigiosa. Quando jovem, conseguiu domar o cavalo selvagem Bucéfalo, no qual ninguém se atrevera a montar e que se tornou depois seu companheiro em diversas batalhas das quais saiu vitorioso. Tornando- se rei aos vinte anos de idade, invadiu a Pérsia e dominou- a, vencendo as memoráveis lutas realizadas no rio Grânico e no Isso.
Fundou a cidade de Alexandria, no Egito, que se tornou o maior centro de tráfego naval do Mediterrâneo. Levou suas falanges ao Oriente, até a foz do rio Indo, lugar considerado como os confins do mundo.
Quando voltou à Macedônia, era dono de um império imenso: Grécia, Ásia Menor, Síria, Fenícia, Palestina, Egito, Mesopotâmia e Pérsia haviam- se atirado a seus pés. Possuía um caráter violento, mas era generoso com seus soldados. Durante uma caminhada extenuante pelo deserto asiático, um de seus oficiais encontrou um pouco de água, encheu com ela um elmo e levou- a para o seu chefe. Alexandre, pensando no cansaço e na sede de seus homens, atirou- a, no chão, gota por gota, dizendo orações aos deuses, pois não queria beber enquanto seus soldados morriam de sede. Debaixo de seu travesseiro, em sua tenda, conservava a Ilíada e a Odisséia. Amava a arte e a beleza, embora vivesse rudemente, no desconforto de sua vida militar. A morte surpreendeu- o na plenitude de sua juventude e glória; não pode nem sequer designar um sucessor. Quando lhe perguntaram a quem deixaria o reino, ele respondeu: "Ao mais digno". Nenhum de seus generais, entretanto, conseguiu apoderar- se do império que acabou por desfazer- se.
Postar um comentário